tEpi.digital
teatro e os povos indígenas

plataforma digital

Untitled-816.png

PLATAFORMA

DIGITAL

O TePI acontece no formato híbrido de Mostra Artística (presencial) e Plataforma Digital (online), trazendo um pensamento curatorial que correlaciona esses dois meios. A curadoria e direção artística estão a cargo de Andreia Duarte, artista e ativista ligada há mais de 20 anos à causa indígena, e de Ailton Krenak, escritor, ambientalista e líder indígena mundialmente reconhecido.

FUNDAMENTOS

Teatro e outras linguagens: O TePI aborda o teatro na expansão e diversidade de suas formas, como também se interessa por diferentes linguagens artísticas que trazem o corpo em sua expressão estética e política.

As obras: O TePI busca trabalhos que apontam a existência para além da humanidade, se interessando por pessoas mas também pelo vegetal, o animal, o ar, a água, a terra.

O protagonismo indígena e nossa casa comum: O TePI estima o protagonismo dos artistas indígena em sua expressão e representatividade. E deseja encontros entre artistas e intelectuais indígenas e não-indígenas valorizando parcerias plurais em benefício da vida comum.

HISTÓRICO
Em 2018 aconteceu o “TePI – Teatro e os povos indígenas: encontros de resistência”, que foi sediado presencialmente no Sesc Pompeia, trazendo o reconhecimento de que no Brasil existem pesquisas e produções teatrais contemporâneas que se relacionam com questões pautadas pelo ativismo do povo originário.

Em 2020, o TePI estava todo organizado para ser lançado em maio como uma Mostra Artística, contemplando 10 dias de programação intensiva. Com a pandemia mundial da COVID-19, o evento foi cancelado. Ainda sem saber como se reorganizar perante o alastramento da doença em todo o país e nas reservas indígenas, o TePI resolve esperar, realizando apenas encontros pontuais em lives sobre Teatro e povos indígenas.

 

TePI.digital
Em 2021, o TePI é lançado no formato de uma plataforma digital composto por uma agenda de mais de 70 lançamentos, que ocorreram semanalmente até abril de 2022.

Ao todo foram 85 convidados, entre criadores, pesquisadores e intelectuais que envolveram artistas Baniwa, Terena, Mapuche, Shipibo, Guajajara, Krenak, Tariano, Tukano, Potiguara, Pataxó, Pankararu, Guarani, Maxacali, Desana, Kamayurá, Tupinambá, Kadiwéu, Kubeo, Corezomaé e Wapichana, entre outros.
 

2
press to zoom
7
press to zoom
MA'É YYRAMÕI (1)
press to zoom
6
press to zoom
4
press to zoom
5
press to zoom
1/3

A plataforma é pensada como um projeto a longo prazo, a ser alimentado de maneira contínua e com uma programação que se renova periodicamente, em torno de cinco grandes eixos:

MOSTRA ARTÍSTICA

Apresentações de Espetáculos, Performances e Leituras Dramáticas

 

ENCONTROS

Com Conversas Abertas, Atos para a Cura e Práticas Pedagógicas 

 

CIRCULA TePI

Programa de Trocas Internacionais, com palestras abertas e encontros entre artistas indígenas e programadores nacionais e internacionais

PAISAGEM CRÍTICA

Propondo discussão e reflexão, por meio de Textos, Vídeo-Pílulas e Encontro aberto

PUBLICAÇÕES

Apresentando Catálogo, E-book e Dramaturgias inéditas

FICHA TÉCNICA

Direção

Andreia Duarte
Curadoria

Andreia Duarte e Ailton Krenak
Coordenação de conteúdo e comunicação

Luna Rosa Recaldes
Assistência de conteúdo

Maurício Caetano
Produção

Tati Nunes e Victor Gally
Produção de lives

Gabriela Pássaro
Produção técnica de lives

Saara Carneiro
Webmaster

Vinícius Yamada
Assistência de webmaster

Anglerson Pereira e Victor Miller
Assessoria de imprensa

Guilherme Sobota
Relações internacionais

Natália Machiavelli
Revisão e tradução de conteúdo

Leonardo do Carmo e Marcos Olival
Redes sociais

Olívia Maia
Arte

Denilson Baniwa
Identidade visual e design

Casaplanta
Edição de vídeos

Rodrigo Gava, Gabi Perissinotto e Marcel Della Vecchia
Transcrição e tradução de conteúdo audiovisual

Marcio Miranda Perez
Coordenação administrativa

Josi Geller
Jurídico

Borges, Sales & Alem Advogados
Realização

Outra Margem

Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo

Secretária
Aline Torres

Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo

Secretário
Sérgio Sá Leitão

Sesc – Serviço Social do Comércio Administração Regional do Estado de SP

Presidente do Conselho Regional
Abram Szajman

Diretor do Departamento Regional
Danilo Santos de Miranda