Untitled-83.png

produção

intelectual

Acreditamos na reflexão e formação como uma das vias potentes de transformar o mundo, expressa através da educação formal e informal. Nesta seção há alguns artigos e pesquisas que são produzidos pela Outra Margem.

WhatsApp Image 2021-12-13 at 16.38.24.jpeg

Revista TDR (New York University) publica a dramaturgia de O SILÊNCIO DO MUNDO (Andreia Duarte e Ailton Krenak) + texto "A efemeridade de O Silêncio do Mundo" (de Andreia Duarte)

Escrita por e para acadêmicos e artistas - e seus alunos - a TDR (The Drama Review) é onde os líderes e futuros líderes dos estudos da performance procuram textos relacionados, editoriais, críticas e artigos sobre artes performáticas, performance na vida cotidiana, política, entretenimento popular, negócios e esportes. Nesta edição, recebe a dramaturgia e um texto reflexivo sobre "O Silêncio do Mundo".

(1) BAIXE O PDF DA DRAMATURGIA NA TDR (Volume 65, Issue 4, 2021) 

(2) BAIXE O PDF DO TEXTO "A EFEMERIDADE DE O SILÊNCIO DO MUNDO" NA TDR (Volume 65 , Issue 4, 2021)

LINKS ORIGINAIS (1) E (2)

corpo futuro.png

"O SILÊNCIO DO MUNDO - Dramaturgia do experimento cênico de Ailton Krenak e Andreia Duarte" e texto "A efemeridade de O Silêncio do Mundo - Texto de Andreia Duarte sobre o processo criativo", para Revista Corpo Futuro - edição nº2 (2021)


Na Corpo Futuro é possível folhear divagações e imagens sobre o corpo humano, a natureza, a expressão indígena, o afrofuturismo e o pensamento contestador em diferentes formas. Nesta edição, recebe a dramaturgia e um texto reflexivo sobre "O Silêncio do Mundo".
 

BAIXE O PDF 

“OS POVOS INDÍGENAS E O TEATRO - UMA PO

“OS POVOS INDÍGENAS E O TEATRO - UMA POSSIBILIDADE PARA A REINVENÇÃO DA VIDA”, para ReVista Harvard Review of Latin America (2020)

Neste artigo para a ReVista Harvard Review of Latin America, Andreia revisita sua experiência de vida com os Kamayura e os primeiros estudos sobre a performatividade do corpo indígena para refletir sobre as diferentes formas como, até então, eles reverberam nas pesquisas cênicas e na invenção de dramaturgias.

 BAIXE O PDF 

Screen Shot 2021-04-23 at 3.20.42 PM.png

“Arte: lugar de tensão” - entrevista com Andreia Duarte para Boletim 3x22 Pluralidades Indígenas (Universidade de São Paulo, 2020)

Em entrevista ao 3x22, Andreia lança luz sobre as relações entre a Arte e os Povos indígenas, passando por algumas questões relacionadas à difusão das culturas indígenas nas sociedades não-indígenas, ao fomento destas culturas e ainda à apropriação cultural.

 BAIXE O PDF 

Screen Shot 2021-04-23 at 3.22.08 PM.png

MEMÓRIAS DE CRIAÇÃO, uma homenagem ao querido Ailton Krenak (2020)

IN: Bené Fonteles convida, Arte na espreita e na espera, poéticas na quarentena. Uma homenagem a Ailton Krenak.

A participação no catálogo de Bené Fonteles é um texto que faz uma homenagem a Ailton Krenak. Nesse texto, Andreia Duarte  perpassa a criação cênica O silêncio do mundo  trazendo fragmentos dramatúrgicos, reflexões dos rascunhos da criação e finalizando o material com homenagens poéticas a esse grande homem, artista e líder indígena.

 BAIXE O PDF 

Screen Shot 2021-04-18 at 2.58.39 PM.png

DRAMATURGIA DO "GAVIÃO DE DUAS CABEÇAS"

Dramaturgia do espetáculo Gavião de duas cabeças, uma criação de Juliana Pautilla e Andreia Duarte. Para saber mais sobre o espetáculo ver: Nossos Projetos - Gavião de duas cabeças

 BAIXE O PDF 

O olhar da onça.png

“O OLHAR DA ONÇA: PERCURSOS DA EXPERIÊNCIA” para Revista Arte da Cena - revista do programa de pós-graduação em Artes da Cena da Universidade Federal de Goiás (2018)

A presente escrita busca traçar uma metodologia de pensamento em uma pesquisa na Arte da Cena, no intuito de convidar para a reflexão sobre a possibilidade que envolve a relação entre a questão indígena e o teatro. Para isso, apresenta um percurso que se deu durante 18 anos, a partir da noção de invisibilidade, da vivência por cinco anos na aldeia Kamayura e na insistência de uma prática autoral que procurou entender: como criar procedimentos de atuação a partir da corporeidade indígena e o que sublinhar do contexto dos povos originários em um espetáculo teatral?

 BAIXE O PDF   |  LINK ORIGINAL 

Untitled-811.png